segunda-feira, 2 de março de 2009

O Brasil dos Excluídos


Sinceramente...eu nunca me senti tão mal como ontem (01/03)!
Eu não sabia se agradecia a Deus por todos os benefícios que me tem feito ou se me remoia da minha ignorância, incapacidade e ingratidão!
Eu vou explicar melhor...
O Fantástico deste domingo apresentou mais uma reportagem do quadro “O Brasil dos Excluídos”. O registro desta semana mostrava as cidades com os menores índices de desenvolvimento humano do país (IDH).
Quem teve a oportunidade de assistir a matéria (e tiver coração) deve ter tido a mesma sensação que eu... Meu Deus, MISERICORDIA!
É uma mistura muito grande de sentimentos, eu estava jantando na hora do quadro em questão...
Lugares, diga-se de passagem, onde duas das cidades são no meu Estado (Tarauacá e Jordão), onde trabalhadores ganham 40 reais por mês, onde um quilo de tomate chegar a custar 8 reais... Famílias que só tem água limpa quando chove!
Quando ouvimos falar em fome e miséria lembramos logo de países africanos... Esquecemos que aqui bem próximo existem pessoas que estão em plena MISÉRIA.
Alguns podem ate achar bobagem, mas eu ainda fico chocada ao ver pessoas passando fome e sendo castigadas pela seca quando os verdadeiros culpados estão construindo castelos!
Eu louvo a Deus pela abundância, pela fartura no meu lar... Mas não posso me conformar com a miséria que destrói sonhos e vidas!
Chorei... chorei muito!
Já fui criança e sei o que é não ter uma boneca que chora, quando eu chorava por não tê-la! Sei o que comer por misericórdia de alguém.
A única coisa que tenho certeza é que Deus enxugará dos olhos toda a lágrima. Sei também que a fé sem obras de nada vale. Façamos a nossa parte.
Sei ainda que muitos estão recebendo o seu galardão aqui na terra. Assim como a história de Lazaro e do homem rico. Lamento muito pelos políticos deste país, assim como por milhares de pessoas que morrem sem Cristo.
Existe um preço a ser pago pela negligência e corrupção... Deus julgará a todos!

7 comentários:

  1. Paz, Glória Deus Silveira, fico feliz por isso... Deus Abençoe.

    ResponderExcluir
  2. O coração onde Deus inseriu seu selo, não pode ver calado cenas como estas. Como faremos estas criaturas ouvirem a boa nova, se o som de sua fome se lhes ensurdece?
    Graça e Paz, querida irmã em Cristo.

    ResponderExcluir
  3. Paz...adorei seu espaço...
    tbm vi essa reportagem...tive o mesmo sentimento...
    Espero um dia convidar vc pro programa do meu esposo, Pr Kaju, q fez parte do Grupo os Arrebatados, aqui do Rio de Janeiro...Agora ele vai estrear um novo programa na Rádio Melodia e alguns lugares do Brasil.
    Deus abençõe...
    estarei sempre por aqui...
    bj

    ResponderExcluir
  4. Amiga, a deput. Perpétua Almeida se pronunciou sobre a reportagem. Mas, como você pode imaginar, não passou daquela falácia barata e que não produzirá de fato na vida dos que estão sofrendo por aqui.
    Jordão e Tarauaca ficarão do mesmo jeito. É uma pena! O Acre, como alguns querem, está longe de ser o melhor para se viver no Brasil. Enquanto os políticos apenas falarem, os acrianos pobres apenas morrerão.

    ResponderExcluir
  5. Olá, cantora Cristiane Carrillo!

    Estou retribuindo as suas muitas e especiais visitas ao meu blog! Nosso livro já está com muuuitas páginas! Aliás, acabei de responder a mais um comentário seu.

    Agradeço-lhe pelo carinho e pelas palavras de incentivo que tem registrado em meu modesto espaço.

    Que Deus abençoe o seu ministério!

    CSZ

    ResponderExcluir
  6. Amiga Cristiane Carrilo, a paz do Senhor!

    Quero louvar a Deus pela sua vida, pelo seu ministério e pela sua sensibilidade à flor da pele. Acredito que a esmagadora maioria dos telespectadores da "vênus platinada" viram a reportagem e muitos, assim como você, se indignaram. Só que muitos vão ficar só no "teoriez", falando palavras ao vento, tentando encontrar um culpado etc. Ora, os culpados por aquela cena de um típico "holocausto humano" somos nós mesmos, que por inúmeras vezes no passado (e no presente) agimos sem pensar, sem medir as consequências de nosso ato, quando entramos numa cabine eleitoral para votar. É momento de repensarmos e procurarmos praticar, pelo menos, o básico para um ser humano que ama seus semelhantes: dignidade.. Me congratulo com seu post e quero convidá-la a acompanhar meu blog, www.profdamasceno.blogspot.com, onde tenho uma linha de comentários sobre atos e fatos da vida cristã, inclusive sobre a música, que será tópico de postagens a partir de 15 de março. Se entender como edificante, associe e siga meu blog, como fiz com o seu há pouco.
    Nos laços do Calvário,
    Prof. Damasceno

    ResponderExcluir
  7. Sou Estudante de Comunicação aqui em São Luis (Ma) e penso que o papel que a mídia propõe nesssa reportagem é onde de fato mostra o seu grande poder. Imagina se ela se calar pra todas essas mazelas sociais que são apenas o reflexo de um longo processo histórico onde para as elites: sempre todos os benefícios, aos pobres: nada, a exclusão. Dito isso, realmente é chocante essa situação, você chega a se perguntar que Brasil é esse de tantos contrastes, mas o que mais me surpreeendeu foi que a matéria não trouxe a repersussão que pensaria que iria ter, fora a indignação de alguns. Algo precisa ser mudado nesse País, não basta dar o bolsa esmola é necessária políticas públicas sérias e não verbas e mais verbas públicas custeando uma diretoria do Senado inútul ou mensaleiros de plantão. BASTA!! CHEGA !! Não aguentamos mais isso!! é revoltante!!

    ResponderExcluir