sexta-feira, 11 de setembro de 2009

CULTO ECUMÊNICO? NÃO! EU SOU CONTRA!

Paz do Senhor,amados irmãos! Eu sempre sou muito criteriosa com os temas que geralmente costumo abordar em meu blog. Não publico muito, mas o pouco que publico tenho por certo ser de bastante relevância!

Ando TRANSTORNADA com os últimos acontecimentos que vem ocorrendo em nossas igrejas. Para ser mais exata, além da frieza espiritual, da falta de compromisso e falta de comunhão com Deus, fatores predominantes para tanta heresia, agora nossas igrejas estão tornando-se “amigas” de diversas religiões e seitas.

Participei do culto geral de mocidade de uma determinada igreja (Assembléia de Deus) e para a minha surpresa lá estava presente e participando com duas apresentações o coral da Igreja Adventista. Exagero? Pré-conceito? Não!Nunca! Vale ressaltar que não é a primeira vez que isso acontece...

Antes de qualquer coisa cabe aqui expor alguns conceitos acerca de diferenças doutrinárias, além de conceituar o que é culto ecumênico, que biblicamente falando JAMAIS deveria ocorrer. Fiz algumas pesquisas e cheguei ao devido embasamento:

O QUE É ECUMENISMO?

Ecumenismo é uma palavra que vem do termo grego oikoumene, seu significado é "mundo habitado" ou, ainda, "aquilo que pertence a este mundo". Trata-se de uma palavra usada mais no âmbito cristão. Às vezes é utilizada de maneira abrangente, sendo também empregada para denominar o diálogo entre todas as religiões, neste caso o nome apropriado seria diálogo inter-religioso ou apenas "diálogo religioso".

O Dicionário Aurélio define ecumenismo como movimento que visa à unificação das igrejas cristãs (católica, ortodoxa e protestante). A definição eclesiástica, mais abrangente, diz que é a aproximação, a cooperação, a busca fraterna da superação das divisões entre as diferentes igrejas cristãs. Atualmente, o termo tem um significado estritamente religioso, apesar de o seu contexto histórico abranger os aspectos geográfico, cultural e político. Numa edição especial, a revista Sem Fronteiras (As Grandes Religiões do Mundo, p. 36) descreve o ecumenismo como um movimento que se preocupa com as divisões entre as várias Igrejas cristãs.

No Brasil existem vários organismos de natureza ecumênica. O mais importante parece ser o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) fundado em novembro de 1982, com sede em Brasília e cujo símbolo é um barco. Seus membros são: "Igreja Católica Apostólica romana, Igreja Cristã Reformada, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Igreja Metodista, Igreja Presbiteriana Unida do Brasil e Igreja Católica Ortodoxa Siriana do Brasil".²

No âmbito internacional, destaca-se o Conselho Mundial de Igrejas (CMI), fundado em 1948, do qual a Igreja Católica romana, até a publicação da edição especial de SEM FRONTEIRAS, não era filiada. Uma assembléia desse organismo, realizada em 1991, em Camberra, na Austrália, reuniu mais de 300 Igrejas cristãs de todo o mundo.(
Eloy Melonio(http://www.jesussite.com.br/acervo.asp?id=1085)

2 Tessalonicenses 2:3

Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição.

O verso referido diz que chegará um tempo nos últimos dias quando os fundamentos da doutrina cristã serão contemporizados e derribados pela aceitação do erro e da heresia. Os homens esquecerão o ensino bíblico sadio. Bem, estamos atualmente vivendo nesses dias! Estamos vivendo em dias de uma terrível apostasia da sã doutrina bíblica e dos valores de Deus. Adivinhe quem está liderando essa tendência para a apostasia. São os pastores que contemporizaram na fé e que realmente não estão nem aí. Eles rejeitaram a sã doutrina e estão desejosos de agradar e de alcançar a aprovação dos homens. Não são como os bereanos, que diligentemente examinaram as Escrituras e que procuraram agradar a Deus. Infelizmente, pastores maus, que contemporizam na doutrina, estão na liderança de muitas igrejas. Esses 'pastores' procuram agradar aos homens e nem querem saber se estão caminhando em obediência a Deus e à firmeza de sua palavra, a Bíblia. Participando como membros dessas igrejas, estão todos os tipos de pessoas que rejeitam a sã doutrina bíblica. A unidade fora da doutrina é perigosa e enganosa.( Autor: Alan Yusko, em Bible Prophecy and Rapture Report
Tradução: Jeremias R D P dos Santos)

Amados, não quero aqui gerar nenhum desconforto a membros das mais diversas igrejas, religiões e seitas. Mas como defensora do Reino me oponho TOTALMENTE ao ecumenismo. Como pode alguém que julga adorar e servir verdadeiramente a Deus participar de uma reunião com costumes pagãos? Como poderemos PREGAR A VERDADE, sem “ofender os nossos irmãos”?

Nosso dever é levar a palavra da verdade. Nosso dever é pregar o evangelho e não construir, unificar igrejas! Existem pontos doutrinários completamente controversos até mesmo nas religiões pentecostais o que dirá tentar chegar num denominador comum com seitas. Não podemos aceitar em nossas igrejas tais práticas. Isso é HERESIA!

2 Coríntios 6:14

Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?

Mateus 6:24

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro.

Salmos 1:1

Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Provérbios 1:22

Até quando, ó néscios, amareis a necedade? E vós, escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós, loucos, aborrecereis o conhecimento?